Livraria Cultura reduz à metade a rede de lojas Fnac no Brasil

No ano passado, quando a companhia brasileira assumiu operação, a rede francesa tinha doze lojas no país. Hoje, tem seis

A Livraria Cultura está enxugando as operações brasileiras da Fnac, que assumiu há quase um ano, em julho de 2017. Esta semana, foi fechada a unidade de Pinheiros, em São Paulo. Em maio, outras quatro lojas já haviam sido fechadas — as do BH Shopping, em Belo Horizonte; do Barra Shopping, em Porto Alegre; do Ribeirão Shopping, em Ribeirão Preto; e do Barra Shopping, no Rio de Janeiro. Com isso, restam apenas metade das 12 lojas originais. Segundo o site da Fnac, continuam abertas as unidades de Curitiba, Goiânia, Brasília e Campinas, além das lojas paulistanas da Av. Paulista e do Morumbi.

A Livraria Cultura assumiu a operação brasileira da Fnac em julho do ano passado. Pelo acordo com a rede francesa, a companhia brasileira recebeu cerca de R$ 130 milhões e ganhou fôlego para lidar com um dívida estimada, na época, em R$ 60 milhões. Em contrapartida, a Fnac deixou para trás a responsabilidade de arcar com a demissão de cerca de 500 funcionários, romper contratos de aluguel de lojas e dar fim aos estoques no país.

 

Você também poderá gostar...